BEZ BATTI

JOÃO

BEZ BATTI

O Profeta das Pedras…João Bez Batti Filho nasceu a 11 de novembro de 1940 na Estância Mariante, município de Venâncio Aires no Rio Grande do Sul.

O primeiro contato com o rio e os seixos ocorreu ainda na infância, quando se mudou, aos quatro anos, com a família para Volta do Freitas, localidade às margens do rio Taquari, município de General Câmara, próximo a Venâncio Aires. O rio Taquari é continuação do rio das Antas, que atravessa sinuosamente a serra gaúcha marcando seu caminho com fragmentos de pedras.

Causava profunda curiosidade ao jovem Bez Batti o fato de os seixos se renovarem a cada cheia em suas margens. Desde criança as formas trabalhadas pela natureza o seduziram, motivando-o a colecionar as pedras mais vistosas.

Mesmo trabalhando desde jovem, estudou no Instituto Técnico de Desenho. Aos 18 anos conheceu o desenhista e escultor Vasco Prado (1914-1998) de quem se tornou aluno e discípulo entre 1958 a 1963. O convívio com artistas, movimentos culturais e o estudo da história da arte pautaram sua vida.

Trabalhou como funcionário do Departamento de Correios e Telégrafos.  Nas horas de folga dedicava-se ao desenho, recusando-se a aceitar promoções com o intuito de preservar o tempo necessário ao embasamento de sua obra artística.

Ao casar com Maria Schirley, transferiu-se para Bento Gonçalves na serra gaúcha. Lá conheceu o marceneiro Eduardo Gatto que o orientou no trabalho com a madeira e no uso das ferramentas. Passou a produzir torsos e cabeças em nogueira, louro, canjerana e outras madeiras.

Em 1976, recebeu a visita do mestre Vasco Prado e de Zorávia Bettiol. Vasco Prado ao ver a obra de seu discípulo, ofereceu-lhe a sala de exposições de seu ateliê-residência em Porto Alegre para expor suas esculturas. Após esta primeira exposição, Vasco Prado encorajou-o a desligar-se da atividade nos Correios e dedicar-se exclusivamente à escultura. O apoio irrestrito da esposa Maria Schirley foi decisivo e, em pouco tempo montou seu próprio ateliê.

Nos anos 80 dedicou-se, primeiramente, à pesquisa com diferentes materiais, como mármore, bronze e resinas, mas foram os seixos basálticos e as formas escultóricas do rio das Antas que o fizeram buscar seu rumo próprio. 

Durante cinco anos (1982-1987) lecionou escultura na Universidade de Caxias do Sul, período em que viajou à Europa para visitar museus e exposições. Em 1994 lançou o livro Bez Batti Escultura em Basalto.

Desde 2003 reside e mantêm seu ateliê nos Caminhos de Pedra, Distrito de São Pedro, Bento Gonçalves, RS.

EXPOSIÇÕES E PRÊMIOS

1962 Coletiva de Desenho na Faculdade de Arquitetura, Porto Alegre, RS.

1963 Exposição de Três Desenhistas juntamente com Míriam Obino e Maria Inês Rodrigues, na Faculdade de Arquitetura, Porto Alegre, RS.

1964 Salão de Artes Plásticas em Homenagem ao IV Centenário da morte de MichelangeloClube de Cultura – Porto Alegre, RS.

1976   Primeira exposição individual de esculturas em madeira no ateliê de Vasco Prado e Zoravia Betiol, Porto Alegre, RS.

1977   Individual no Centro de Estudos Brasileiros em Buenos Aires, a convite da Embaixada do Brasil na Argentina.

1978   Individual na Galeria de Artes do Centro Comercial, Porto Alegre, RS.

1980   Individual no Centro Municipal de Cultura, Porto Alegre, RS.

1982   Exposição Um Século de Escultura no Brasil, no Museu de Artes de São Paulo – MASP, São Paulo, SP.

1983   Exposição Escultores Contemporâneos do Rio Grande do Sul na Galeria Skultura, São Paulo, SP.

1984   Individual na Galeria Encontros das Artes, São Paulo, SP.

1988   Coletiva O Ofício das Artes: a Escultura, no Sesc Pompéia, São Paulo, SP.

1989   Primeiro Encontro Latino-americano de Artes Plásticas, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS, Porto Alegre, RS.

1992   Salon D’Automne, no Grand Palais, Paris, França.

           Salão – Sociedade dos Artistas Franceses, Grand Palais, Paris, França.

1993  Coletiva Escultores Sul-rio-Grandenses, na Embaixada do Brasil em Paris, França. 

1996  Exposição conjunta com o pintor Paulo Magali de Melo Porcella na Galeria de Artes ECT, Brasília, DF.

1998  Medalha de Prata no 1º Encontro Internacional de Escultura, Lima, Peru.

2000  Primeiro Simpósio Internacional de Escultura Moderna, Lima, Peru.

2002  Primeiro lugar no 8º Encontro de Escultura, Rosário, Argentina.

           Exposição Escultores do Mundo, Rosário, Argentina.

2003  Mostra de inauguração de seu ateliê-residência nos Caminhos de Pedra, Distrito de São Pedro, Bento Gonçalves, RS.

2004  Exposição no “Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho”, Caxias do Sul, RS.

2005  Exposição na Galeria Arte Quadros, Caxias do Sul, RS

2007  Prêmio Líderes e Vencedores promovido pela FEDERASUL em parceria com a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

2008  Individual no Museu de Artes do Rio Grande do Sul – MARGS, Porto Alegre, RS.

2010  Mostra Comemorativa dos 70 anos do Artista na “Galeria Municipal de Arte Gerd Bornhein”, Caxias do Sul, RS.

          Mostra Comemorativa dos 70 anos do Artista no Espaço Cinex, São Paulo, SP.

2011  Participação no 4º Simpósio Internacional de Escultores, Rodán, Argentina.    

OBRAS DO ARTISTA

CAXIAS DO SUL

Rua Feijó Júnior, 975 – Sala 1007

Bairro São Pelegrino – Via Decorata

Caxias do Sul – RS – Brasil

(54) 3028.7896

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

De seg a sex: das 09 às 12h | das 13:30 às 19h
Aos sábados, das 09 às 12h